Mês do aniversário - DESCONTOS PROGRESSIVOS - Garanta até R$ 5.000 de desconto - CHAME SUA FAMÍLIA - 

Documentos essenciais para morar na Itália em 2024

Share

Com o passar dos anos, tem sido notável o crescente interesse das pessoas em deixar o Brasil em busca de oportunidades na Europa. Segundo informações do Eurostat, atualmente aproximadamente 107 mil brasileiros estão vivendo na Itália, seja por meio de vistos de residência ou de dupla cidadania.

A obtenção da cidadania italiana proporciona uma série de vantagens significativas, como a possibilidade de residir na Itália e a liberdade de estudar, trabalhar e viajar sem restrições entre as nações membros da União Europeia. Além disso, o passaporte italiano foi eleito um dos mais valiosos do mundo, oferecendo acesso a 194 países do globo.

Imagine que você já conseguiu sua dupla cidadania, decidiu viver na Itália e quer descobrir tudo o que o país tem a oferecer. Saborear as delícias gastronômicas, explorar as ruas históricas de Roma, registrar sua visita ao magnífico Coliseu e navegar pelos canais românticos de Veneza em uma gôndola com o amor da sua vida…

Mas antes de mergulhar nessas experiências, é importante separar a documentação necessária para legalizar a sua presença no país desde já e aproveitar principalmente os benefícios trabalhistas e sanitários. Vamos lá?

Passaporte italiano

Ter o passaporte italiano em mãos é essencial para evitar transtornos burocráticos. Com sua dupla cidadania, você utilizará exclusivamente o passaporte italiano para viagens no bloco europeu, simplificando consideravelmente os procedimentos.

Saiba como solicitar o passaporte aqui.

Registro como residente

Quando você estabelece residência na Itália, é necessário se registrar como residente na sua cidade. Para fazer isso, basta comparecer à comuna local e solicitar sua inscrição na lista de cidadãos residentes.

Importante: Se você tem dupla cidadania italiana, será necessário alterar sua residência do Registro de Italianos Residentes no Exterior (AIRE). Com essa mudança, você será vinculado a outro órgão público local para questões burocráticas, não mais ao Consulado Italiano no Brasil.

Codice Fiscale

Assim como o CPF no Brasil, o codice fiscale é essencial em diversas situações, como abrir uma conta bancária, solicitar o ticket sanitário, conseguir emprego ou alugar um imóvel.

Você pode solicitá-lo ainda no Brasil, diretamente no Consulado Italiano responsável pela sua região, ou na Itália, na Agenzia delle Entrate, que equivale à Receita Federal no Brasil. Basta apresentar um passaporte válido e preencher o formulário de requerimento.

Ticket sanitário

A Tessera Sanitaria, também conhecida como Ticket Sanitário, é o cartão utilizado para acessar os serviços de saúde na Itália. A solicitação é gratuita e pode ser feita na sede local do SSN (Servizio Sanitario Nazionale) mais próxima da sua residência.

Confira os documentos necessários:

  • Passaporte italiano ou identidade italiana;
  • Codice Fiscale;
  • Contrato de aluguel;
  • Comprovante de residência inscrito na comune.

Ainda não tenho cidadania italiana. O que preciso para morar na Itália?

Se você ainda não obteve o reconhecimento da cidadania italiana, primeiro precisará solicitar um visto, autorização para quem está no exterior entrar no país, ainda no Brasil, adequado para a sua intenção de residir no país de forma legal.

Após obter essa autorização inicial, o próximo passo é solicitar o Permesso di Soggiorno, um visto de residência indispensável para estrangeiros na Itália. É necessário solicitar esse documento nos primeiros 8 dias após a chegada ao país. Sem ele, sua estadia ou mudança permanente não poderá ser concluída, o que implica que você não poderá estudar, trabalhar ou até mesmo deixar o país.

Como solicitar o Permesso di Soggiorno?

Dirija-se a uma agência de Correios italianan (Poste Italiane) e solicite um kit giallo, que contém formulários e uma lista dos documentos necessários para o documento, são eles:

  • Passaporte original válido;
  • Cópia do passaporte e da página que contém o carimbo de entrada no país e do visto;
  • Recibo de pagamento de requerimento;
  • Comprovante do motivo de estadia (estudo, trabalho, etc.);
  • 4 fotos 3×4;
  • Comprovante de endereço (contrato de aluguel ou autocertificazione preenchida pelo locador).

Custo e prazo do Permesso di Soggiorno

Para obter o Permesso di Soggiorno na Itália, é importante estar ciente dos custos e prazos envolvidos:

  • O custo do Permesso padrão, válido por um ano, é de 70,46€;
  • Existem opções mais caras para casos especiais: o Permesso com validade entre um e dois anos custa 80,46€, enquanto o Permesso de longa duração requer uma taxa de 130,46€.

A validade da permissão está diretamente relacionada ao tipo de visto que você possui: o Permesso para estudo tem duração de 12 meses, enquanto o destinado a trabalho é válido por 24 meses.

Independentemente do tipo escolhido, o prazo de emissão leva entre 1 e 3 meses e os direitos garantidos ao titular do documento permanecem os mesmos. Durante esse período, você pode utilizar o recibo de requerimento como comprovante de estadia.

Principais dúvidas sobre morar na Itália

Morar na Itália é caro?

A Itália não está entre os países mais caros da Europa para viver, mas o custo de vida é alto. Em comparação com outros destinos europeus, como Portugal, Espanha e Grécia, o país é relativamente mais acessível.

Segundo o Numbeo, em janeiro de 2024, o custo médio de vida para uma pessoa, incluindo aluguel, contas de gás, eletricidade, internet, água, alimentação e lazer, é de cerca de 1500 €.

No entanto, o custo de vida pode variar significativamente dependendo da cidade em que você escolhe viver e do seu estilo de vida. É importante notar que, em 2023, com a continuação do conflito entre Rússia e Ucrânia, os custos de vida na Itália aumentaram consideravelmente.

Além disso, na Itália não há uma política de salário mínimo. Embora haja um valor mínimo legal, não existe uma regulação governamental dos salários. Em 2023, o salário médio na Itália foi de 1.550 €. Este valor, novamente, pode variar dependendo do nível de escolaridade, região, cidade, tipo de emprego, entre outros fatores.

Conheça as cidades italianas que pagam para descendentes morarem lá.

Qual o custo do visto para a Itália?

Os custos dos vistos variam dependendo da finalidade da sua estadia:

  • Estudo: 50 €
  • Trabalho: 116 €
  • Investimento: 116 €
  • Tratamento médico: 116 €
  • Visita a parentes: 116 €
  • Reingresso: 116 €
  • Residenza elettiva: 116 €

A taxa deve ser paga diretamente ao consulado italiano no dia marcado para sua entrevista. Os funcionários calcularão o valor em reais com base nas taxas de câmbio fixadas a cada três meses.

Normalmente, os vistos para a Itália são emitidos em média um mês após a solicitação. No entanto, os prazos podem variar de acordo com o tipo de visto:

  • Trabalho: se você já tiver um contrato, o prazo é de 30 dias, mas pode chegar a até 120 dias em algumas situações.
  • Estudo: o prazo costuma ser de um mês.

É importante saber o idioma italiano para morar na Itália?

Sim, dominar a língua italiana é crucial para a vida na Itália. Exceto em cidades muito turísticas ou voltadas para negócios, como Roma e Milão, respectivamente, não falar italiano pode dificultar bastante a integração na cultura local.

Apesar de outras línguas serem ensinadas nas escolas, como inglês, francês, espanhol e alemão, os italianos geralmente têm uma forte preferência pelo seu idioma nativo. Muitos não falam outra língua além do italiano. Portanto, viver no país sem dominar a língua nacional pode ser bastante desafiador.

Como obter minha cidadania italiana para morar na Itália?

Agora que você já sabe todos os documentos necessários para morar na Itália, que tal reconhecer a sua cidadania italiana e obter os mesmos direitos de qualquer outro cidadão europeu?  

Tenha liberdade de trabalho, residência, tempo de permanência no país e até mesmo a obtenção de uma carteira de motorista!

Aqui na Cidadania Já, mais de 10 mil pessoas já realizaram o sonho de obter a cidadania italiana e portuguesa! Nosso time de especialistas cuida de tudo! Desde a produção dos documentos, contato com consulados e comunas até a transferência da documentação da Itália para o Brasil. E o melhor? De forma rápida, sem dores de cabeça e com segurança!