Mês do aniversário - DESCONTOS PROGRESSIVOS - Garanta até R$ 5.000 de desconto - CHAME SUA FAMÍLIA - 

Como Tirar Passaporte Europeu

Share

A gente sabe, a gente sabe. Bom mesmo é ir trabalhar na Europa. Mais do que isso, ideal é estudar, crescer e morar por lá. Como somos meros brasileiros, nos resta tentar a dupla cidadania ou quem sabe conseguir o passaporte europeu. Mas como conseguir isso, você deve estar se perguntando. Acredite: é um processo longo, mas nem um pouco difícil. Especialmente quando dá para adiantar meio caminho com a gente. Você sabia que dá para obter a cidadania europeia aqui mesmo no Cidadania Já? Afinal, não é por acaso que usamos o “já”.

Tá bom, mas como faço para ter o passaporte da alegria (passaporte vermelho)?

Se você já tem a dupla cidadania, meio caminho andado. Caso não tenha, não precisa cortar os pulsos, a gente te ajuda. Primeiro, precisamos saber apenas se você tem algum parente europeu. Pode ser papai, mamãe ou até mesmo os carinhosos vovôs e vovós.  Se eles já tiverem falecido, não há problema, o processo é o mesmo. É necessário apenas fornecer os dados (e informações) do parente à EU (União Europeia) e aguardar o reconhecimento. Uma vez sendo liberado o sinal verde, você pode dar entrada no passaporte vermelho.

Entendi, o que mais?

Onde solicitar?

Coletou todos os documentos? Se sim, é só guardá-los em uma pastinha, colocar dentro da bolsa e sair  em busca do consulado. Se você tem um parente português, procure o consulado de Portugal. Se você tem um familiar espanhol, procure o consulado da Espanha – e assim por diante. Estando tudo direitinho, será necessário preencher um formulário para dar entrada no passaporte. A galera não costuma demorar (não fazem fila como no consulado dos Estados Unidos), mas também não é rápido. De um modo geral, vale muito a pena.

*listagem dos documentos a seguir, não se afobe, não se desespere!

Você vai precisar de:

  • Certidão de Nascimento ou de batismo do seu familiar
  • Sua certidão de nascimento original;
  • Certidão de Casamento do familiar
  • Certidão de óbito (se houver) do familiar
  • Xerox autenticada da sua carteira de identidade brasileira;
  • Certidões de Nascimento ou de casamento (originais) para comprovar o parentesco – ou seja, se for o seu avô, leve certidões dos seus pais, a fim de comprovar a descendência;
  • Certidão Negativa de Naturalização do familiar – ou seja, comprovante de que seu parente NÃO se naturalizou brasileiro, o que é uma comprovação bastante comum (por isso é uma negativa). Se fosse positiva, seria um atestado de que ele se naturalizou brasileiro, sim. Embora seja mais raro, é possível que aconteça.

Tá bom, entendi. Mas por que eu ia querer um passaporte europeu? Eu já tenho o meu!

Meu amigo, acredite: ter um passaporte europeu facilitaria, e muito, a sua vida. Você passa a ser reconhecido como efetivamente cidadão em todos os países da União Europeia, passa a não precisar de visto para vários países (como os Estados Unidos, cujo visto hoje gira em torno de R$ 500); além de ter mais facilidade e rapidez na hora de passar pela alfândega – tanto nas terrinhas brasileiras quanto na Europa.

E se você não está satisfeito com essa vantagens e benefícios, tem mais: deixamos o melhor deles para o final. Com o passaporte vermelhinho você passa a ter a possibilidade de trabalhar, estudar e até morar no país (naquele que forneceu o passaporte). Por exemplo, se você tiver um passaporte português, pode passar a morar lá – olha que maravilha! E isso sem precisar se preocupar com vistos, data de permanência ou período determinado. Eles te acolhem como um verdadeiro filho legítimo. Um amor <3

E se eu quiser tirar uma cidadania europeia? Atrapalha ou ajuda? E o cartão do cidadão?

Ajuda, é claro! E quem também ajuda é a gente. Como o “Cidadania Já” é praticamente uma mãe e nosso coração é gigante, preparamos um Guia completo sobre o assunto para que você possa tirar sua a cidadania portuguesa. Tá curioso? A gente também esteve por um tempo. É sua vez de desvendar esse mistério, clica lá: https://cidadaniaja.com.br/como-tirar-a-cidadania-portuguesa-o-guia-completo/

Sobre o cartão cidadão, é a mesma coisa: sua vida fica muito mais simples e mais rápida. Nós aqui da equipe de redação preparamos uma matéria completinha com direito a vídeo explicativo para que você acabe de uma vez por todas com qualquer dúvida sobre o assunto. Ainda não assistiu? Corre aqui: https://cidadaniaja.com.br/cartao-cidadao-saiba-tudo-aqui/

Moço, chega de arrumar desculpas: facilite a sua vida e a vida dos seus filhos: afinal de contas, quando um parente tira o passaporte europeu, é muito mais fácil para o resto da família fazer o mesmo. Por exemplo: se seu avô era português, seu pai comprovará a filiação mais facilmente, sem precisar apresentar documentos de um parente no meio das duas gerações. Dessa forma, quando for a sua vez, é só apresentar os documentos do seu pai, não sendo mais necessário fazer uma ponte gigantesca entre seus avós e você. Olha que maravilha!

E agora? Não tem mais desculpas para deixar para depois? Chega de preguiça: tire logo o passaporte vermelho da felicidade e vai ser feliz nesse mundão. Amplie seus horizontes e suas oportunidades. O “Cidadania Já” quer ver você sorrindo.