Os 5 melhores países para trabalhar e estudar

Os 5 melhores países para trabalhar e estudar

Hoje decidimos te dar aquela forcinha básica para que você consiga seguir em frente e alcançar os seus mais profundos sonhos – todos eles. Chegou a hora de saber mais a respeito dos melhores países para investir em um futuro próximo. É hora de arrumar as malas, separar o passaporte e escolher o destino. Esse post é especial futuro: seja futuro acadêmico, repleto de conhecimento, ou futuro profissional, cheio de oportunidades de crescimento.

 

Pronto para pegar o avião? Então vem com a gente!

 

1 – Portugal

A gente já falou um pouco por aqui a respeito das facilidades entre Brasil e Portugal. Não só por compartilharem a mesma língua, mas por terem um acordo bem amplo e facilitador, os dois países andam de mãos dadas. É uma ótima escolha para quem tem pressa em aprender e vontade de conhecer uma cultura incrível que tem tudo a ver com a gente.

 

Estudar em Portugal.

Estudar em Portugal e ser feliz lá fora: por que não?

 

Portugal tem oportunidades incríveis para quem deseja estudar. Mestrados, doutorados e até graduações. Muitas universidades têm parcerias com as universidades brasileiras, o que facilita o processo. Mais do que isso, o exame de proficiência na língua (exigido em muitas graduações da Europa) é dispensado para nós – porque obviamente falamos português. Sugerimos até que você dê uma conferida na nossa postagem sobre validar diploma em Portugal.

 

Para quem deseja alavancar de vez no trabalho, Portugal também pode ajudar: o país tem muitas oportunidades para quem quer trabalhar com tecnologia, porque falta mão de obra. Além disso, portuguesas buscam sempre profissionais brasileiros de beleza e estética, porque afinal o Brasil é o país do culto ao corpo – o que é apreciado. Mas se você não faz parte de nenhum desses setores, não se afobe: há oportunidades para todos os profissionais, em inúmeras áreas de atuação. Portugal gosta da gente 🙂

 

2 – Suíça

Um dos países com melhor qualidade de vida da Europa, a Suíça tem um dos salários mínimos mais altos: apenas 9% da população recebe menos que 3.300 euros por mês. Ainda que o custo de vida também seja alto, ainda assim a conta compensa. Em comparação ao Brasil, a suíça quase não apresenta desigualdade social, ao ponto que a maior parte da galera consegue um bom emprego quando se forma. E ah!, fato curioso: é na Suíça que fica a sede da ONU.

 

Trabalhar na Suíça.

A oportunidade da sua vida pode estar na Suíça.

 

E falando em se formar, para você que pensa em investir nos estudos suíços, se jogue: é um dos países com maior multiplicidade de línguas – é possível encontrar instituições de ensino com cadeiras em alemão, francês e até italiano. Ao menos bilíngue você pode ter certeza de que sairá.

 

3 – Alemanha

A Alemanha se assemelha à Suíça no quesito qualidade de vida. Tendo um salário mínimo compatível com o mercado e considerado bastante alto, as oportunidades de emprego e investimento costumam aparecer para quem trabalha com engenharia, matemática e farmácia. Atualmente a Alemanha é considerada uma espécie de polo econômico europeu, o que atinge inclusive o mercado de produtos químicos.

 

Estudar na Alemanha.

Que tal tentar a sorte com os alemães?

 

A respeito das oportunidades de estudo, não se apavore: é até melhor do que na Suíça. Considerado um país tradicional, a Alemanha gosta de investir na educação – e eles chegam a oferecer bolsas de estudo tanto para os próprios alemães quanto para estrangeiros. As áreas mais comuns são as de farmácia e engenharia, uma vez que são a principal ferramenta do país, mas também há muitas oportunidades para jornalistas.

 

4 – Irlanda

Brasileiro na Irlanda é clássico: o país tem uma espécie de comunidade brasileira. Inúmeros viajam para fazer intercâmbio e muitos outros buscam estudo ou oportunidades de trabalho. A Irlanda é conhecida principalmente pela educação – e o mundo todo tenta copiá-la, sem grandes sucesso. Cerca de 99% da população (é isso mesmo, você não leu errado) tem escolaridade de alto nível, incluindo graduação. Chega a ser impensável no Brasil, o que é uma pena.

 

Emprego na Irlanda.

Irlanda como alvo principal: que tal?

 

Em relação à trabalho, não tema: os irlandeses são tão calorosos e receptivos quanto os brasileiros. Talvez seja por isso, inclusive, que os brasileiros tanto escolhem a Irlanda para irem atrás de seus senhos. O país apresenta oportunidades em praticamente todas as áreas, porque em todas as funções e categorias de trabalho tem brasileiro atuando. Então só se joga 🙂

 

5 – Reino Unido

A famosa terra do Harry Potter é conhecida pelo trio Inglaterra, Irlanda do Norte e Escócia. Apesar dos boatos e ao contrário do que se imaginava devido à polêmica envolvendo a saída da ONU, o Reino Unido continua sendo uma boa opção para quem busca crescimento profissional. É verdade, o custo de vida não é barato, mas garantimos que depois que há estabilidade tudo se ajeita. Os enfermeiros são os profissionais mais procurados por lá.

 

Estudar no Reino Unido.

É hora de pegar no caderno e estudar! A aprovação não chegará de vassoura.

 

Para quem busca uma boa instituição de ensino, qualquer uma das três nações tem ótimos indicadores e números educacionais. De modo geral, os índices de escolaridade são altos e os profissionais costumam sair da universidade já com ótimas propostas de emprego. Vale a tentativa 🙂

 

E aí? Tá animado para mudar de vida? Não? Chega de dúvida, é hora de dar a volta por cima e começar 2018 já com o pé direito. E como a gente quer ajudá-lo a realizar os seus sonhos, não se esqueça: só gritar que a ajuda é pra “já”. A gente fez um post completinho a respeito de como saber se é a hora certa de sair do país. Corre lá 🙂

Share

Igraínne Marques é formada em Literatura pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e escreve desde que se lembra. Autora do romance "Joana e Maurício", lançado pela Editora Buriti em 2014, costuma dizer que o mundo é uma aventura. Atualmente trabalha como revisora, colunista, redatora e escritora, tendo se dedicado especialmente à fantasia. Começou também outra faculdade: dessa vez, Comunicação - embora possa ser encontrada com mais frequência em qualquer supermercado comprando Nutella.